Pontos
por pratos

4 artistas portugueses criaram para o h3 uma coleção de pratos com edição limitada

Desafiámos o Mário Belém, o Gonçalo Mar, o AKACorleone e a Kruella D'Enfer a interpretar os seus hambúrgueres preferidos em ilustrações que deram origem a 4 pratos com edição limitada, que podem ser colecionados ou utilizados no dia-a-dia.

Quatro obras de arte que teriam lugar em qualquer exposição do mundo e que podem acabar em tua casa!

9 pontos 1 prato

Troca os pontos que acumulaste na App pelos teus pratos preferidos e nós enviamos, sem custos, pelo correio para a morada que indicares.

Agarra os teus pratos preferidos na app H3

H3 Cheese

por Mário Belém

Um prato que nos desafia a navegar uma maré surreal de ingredientes numa tempestade perfeita de sabores e sentidos.

"Anda daí" é o título que atribui a esta peça. É uma cena marítima agitada com forte dominância de elementos florais que remetem para as saladas. A composição tem vários elementos com diferentes escalas e um tom meio surreal, misturando diferentes elementos ligados ao mar, à natureza, à cozinha e aos ingredientes: barco, queijo, garfo, ondas, faca, pássaros e flores. Vamos em busca de tudo e do que vier a seguir para além desse horizonte inalcançável.

H3 Mediterrâneo

por Gonçalo Mar

Um prato onde há igualdade e equilíbrio na importância dos ingredientes, que convidam a um novo olhar a cada refeição.

Quis desconstruir o prato na sua essência, elevar cada elemento à sua força e criar um mundo dentro do prato físico.

Humanizei a figura de modo a criar uma ligação com quem olha e despertar os sentidos visuais.

H3 Carbonara

por AKACorleone

Um prato que é uma homenagem à sensibilidade de todas as pessoas da arte gastronómica. É pura magia num caleidoscópio de guarnições.

Com o objectivo de criar uma peça artística inspirada no prato H3 Carbonara, o conceito era o de elevar este prato a obra de arte, tornando a sua confecção numa performance artística. O foco aqui está no centro, onde o prato de assinatura Carbonara está desconstruído com dinamismo como se a confecção fosse um processo mágico.

Todos os ingredientes estão incluídos, apresentados de forma quase caótica mas de alguma forma controlada para criar um efeito dramático. À volta dos ingredientes, estão duas mãos que são responsáveis por esta performance, como uma homenagem a todos os prossionais que estão por trás do resultado final, entre os quais o chef, o staff da cozinha, os fornecedores e os administradores da marca.

Finalmente, o elemento de onde os ingredientes saem é representado por uma flor para ilustrar o carácter frágil, mas belo, de todo o processo até ao prato estar finalizado.

H3 Benedict

por Kruella D'Enfer

Um apetitoso prato, diretamente de NYC, cheio de cores e sabores para alimentar sonhos e uma imaginação sem fim.

A minha ideia partiu da origem da criação dos ovos benedict que para mim, unidos com o molho hollandaise, são a estrela deste prato da H3.

Como os ovos benedict tiveram origem num Hotel em Nova York, o icónico Waldorf-Astoria, quis criar a ligação a NY com o emblemático taxi que encaixa de uma maneira fluida (como o partir do ovo escalfado) com os outros elementos. Entre eles, flores em forma de ovos, a gema diluída, formas que simbolizam o molho hollandaise, um pombo também ele muito nova iorquino, e uma rapariga com a cabeça a explodir nesta nebulosidade central onde vão estar cores em gradiente e mais esfumadas. Os Benedict, foram criados para servir de cura a uma ressaca portanto a fluidez, a rapariga, e esta ligação a NY, fazem a ponte para essa referência.

Como falámos, o centro do prato está mais limpo de elementos para depois o hambúrguer ter a sua presença e, por isso, a composição central é esta mancha de cores e depois no restante prato, tem esta continuidade e movimento que leva a querermos rodar o prato para vermos o próximo elemento e criarmos uma narrativa. Quero que tenha cores que contrastem depois com o verde dos espinafres mas também que se integram com a gema amarela do ovo que se vai unir com algum elementos amarelos no prato (ex bolas, gemas, taxi, etc).

Escolhe os teus pratos preferidos na App H3, troca-os por 9 pontos cada e nós entregamos-tos onde quiseres.

Hambúrgueres

Uma nova maneira de olhar para hambúrgueres

Entrando directo no assunto da comida. Os nossos hambúrgueres têm 200g de pura carne. São grelhados (e não chapados ou prensados) no ponto escolhido, com sal marinho, puro por grelhadores diplomados e aprovados em 72 parâmetros na Escola de grelha h3. E por fim, servidos em pratos aquecidos, ou no pão, para comer de garfo e faca de metal.

A esta maneira de pensar chamámos new hamburgology.

Not so fast food

É possível servir boa comida a um preço acessível com rapidez. Dizemos nós.

Acreditamos que se provar vai concordar que a nossa comida é boa.

Acreditamos que a comida deve ser gourmet, mas os preços não. Os nossos menus incluem hambúrguer, acompanhamento e bebida (qualquer uma) e começam em 7.85 euros.

Acreditamos que nas alturas de maior movimento o conseguimos servir em 30 segundos (a contar a partir do pedido). Todos os gestos foram estudados para que não se perca nem 1 segundo, nem 1 sorriso. Reclamamos a patente da primeira máquina simpática. É a “Tuga machine”.

True food

Dizemos que fazemos comida de verdade para pessoas de verdade porque ainda não nos apareceu um cliente de plástico. Porque é que dizemos isto? Porque é mesmo assim e gostamos deste tipo de frases engraçadinhas.

A nossa limonada é feita com sumo de limão, os nossos chás com chá, a Coca-Cola compramos feita, ainda não descobrimos a fórmula. O nosso esparregado de espinafres é feito com espinafres, o nosso arroz thai vem mesmo da Tailândia, os nossos espinafres, cogumelos, cebola e alho salteados são isso mesmo, espinafres, cogumelos, cebola e alho salteados, as nossas batatas às rodelas são mesmo batatas às rodelas, como ninguém as faz. E por aí fora. Porque é que fazemos assim? Porque (somos um bocado básicos) fica muito melhor.

Que venha um cliente de plástico dizer o contrário.